• SP deve endurecer regras após casos de variante da Covid em Araraquara

    Saúde Pública
    735 Jornal A Bigorna 22/02/2021 15:50:00

    Coordenador-executivo do Centro de Contingência da Covid-19 em São Paulo, João Gabbardo disse à CNN que o estado pode endurecer as medidas de restrição após casos da cepa de Manaus serem registrados em Araraquara.

    A cidade do interior paulista vive uma "situação dramática", como relatou o prefeito Edinho Silva (PT) após decretar lockdown no município.

    Gabbardo explicou nesta segunda-feira (22) a transmissão comunitária das variantes de Covid-19, que passam a ocorrer entre pessoas que não foram, nem tiveram contato com quem foi a Manaus, por exemplo. Isso significa que o "vírus já está com transmissão elevada".

    "No caso de Araraquara, tudo leva a crer que o vírus tem uma transmissibilidade muito maior. Felizmente, até o momento, não mostra ser mais letal", disse o especialista. "Isso vai fazer com que provavelmente o Plano São Paulo tenha algumas adequações", completou.

    Gabbardo afirmou que as novas ações restritivas para o estado devem ser anunciadas já nos próximos dias. "Algumas regiões do interior estão muito preocupantes. Se não tomarmos algumas medidas, nós vamos esperar que essa transmissibilidade maior chegue na região metropolitana e, então, as medidas e o controle serão mais difíceis [de serem implementados]. Por isso, a gente deve antecipar alguma nova medida."

    Durante entrevista coletiva do governo de São Paulo nesta segunda-feira (22), horas depois de falar à CNN, Gabbardo voltou a dizer que novas medidas de restrições devem ser apresentadas em breve, mas desta vez deu uma data: quarta-feira (24).

    "O Centro de Contigência [da Covid-19] apresentou hoje ao governo recomendações extraordinárias, além do que está previsto no Plano SP. O governo está fazendo a análise dessas recomendações e preparando os atos do ponto de vista jurídico", disse Gabbardo.

    "Essas medidas serão anunciadas na quarta-feira (24) para estarem em vigor na sexta-feira (26). São recomendações que vão tratar de redução da mobilidade e de redução da movimentação de pessoas, que é o que a gente pode fazer nesse momento para reduzir essa taxa de transmissibilidade, independente de ser ou não variante", completou.(Da CNN/Brasil)

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também