• Papo com a Magali
    187 Jornal A Bigorna 03/05/2021 06:00:00

    Olá meus queridos leitores, essa semana estarei falando sobre as hortaliças, logo em seguida tem receita pra vocês. Já deu água na boca só de postar.

    Hortaliças, legumes e verduras são termos utilizados para designar produtos nutricionaisagrícolas e culinários que se referem a plantas ou partes destas, geralmente consumidas por humanos como alimento.

    A produção familiar ou em pequena escala de hortaliças é feita em hortas. Já a produção comercial das hortaliças é uma especialização da horticultura, chamada olericultura.

    Dentre as categorias de plantas alimentícias, ou comestíveis, os conceitos são bastante abrangentes e não excludentes.[1]

    Não são geralmente consideradas hortaliças as frutas, os frutos secos, as especiarias, os grãos, as batatas e algumas raízes tuberosas, como a mandioca. No entanto, do ponto de vista nutricional, todos estes produtos, com exceção das frutos doces, podem ser consideradas hortaliças[2].

    Em botânica, os termos "fruto" e "legume" têm significados bem definidos, mas "hortaliça" e "verdura" não. Já em agronomia, em culinária e em linguagem popular, as definições podem variar, e o uso destes termos é muitas vezes indiscriminado. Alguns separam as plantas (ou suas partes) consumidas em frutas (vegetais doces) e hortaliças (vegetais não-doces) e, por sua vez, as hortaliças são divididas em verduras (consumidas cruas) e legumes (consumidos após cozimento). Outros separam as hortaliças com base no tipo de órgão: verduras seriam as folhas e flores comestíveis, e legumes seriam os frutos (no sentido botânico) não-doces, os caules e os órgãos subterrâneos (raízes, tubérculos e bulbos) comestíveis.

    O termo legume, em botânica, serve para designar um tipo de fruto (no sentido botânico), também chamado vagem e as sementes que contêm, como os feijões.

    Usualmente, as verduras incluem as folhas (por exemplo, da alface), caules (espargo) e raízes de diversas plantas, como a cenoura. Mas o termo pode também incluir frutos não-doces, como as vagens verdes (por exemplo, do feijão) ou as suas sementes (como as das favas), o pepino, os diferentes tipos de abóborastomatesabacates e pimentas.

    Por extensão, consideram-se por vezes como hortaliças algumas sementes já maduras (secas), como as ervilhas e feijões, que se cozinham depois de ensopadas em água para facilitar a cozedura.

    Diante dessa diversidade de conceitos, uma alternativa é o uso do termo generalista "planta comestível".

    Prevenção de doenças

    O consumo diário de hortaliças não só favorece o funcionamento do organismo como também é considerado uma forma de prevenir o aparecimento de doenças degenerativas ligadas ao envelhecimento do organismo. Por isso, incorporá-las à alimentação desde cedo pode ser encarado como um investimento para obter uma vida longa e saudável. O fato de geralmente possuírem uma pequena quantidade de calorias também faz com que as hortaliças sejam importantes na prevenção à obesidade e às doenças crônicas associadas a esta condição, como, por exemplo, a diabetes e doenças do coração.

    Acompanhe agora uma receita deliciosa com abobrinha e manjericão

     

    Canelone de Abobrinha

    Ingredientes:

    2 abobrinhas italianas

    Azeita de Oliva

    1 ricota fresca

    200 gramas de creme de ricota

    Sal

    Pimenta do reino

    1 maço de manjericão

    1 xícara de molho de tomate ou quanto preferir

    100 gramas de mozarela ralada

     

    Preparo:

    Cortar em tiras as abobrinhas e reservar. Em uma travessa acrescente a ricota, o creme, sal, pimenta, manjericão e misture tudo muito bem. No fogo de uma celada nas abobrinhas com o azeite, em seguida umas duas tiras das abobrinhas e recheie com a ricota. Numa travessa ou forma coloque os rolinhos, acrescente o molho de tomate, povilhe o queijo mozarela ralado e leve ao forno por 15 minutos a 180º ou até derreter o queijo. Sirva com arroz branco e uma salada de folhas.

    Bom apetite. Excelente semana e até mais!

     

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também