• Bolsonaro se encontra com Fux para tratar da sucessão de Marco Aurélio Mello

    Nacional
    973 Jornal A Bigorna 08/06/2021 14:00:00

    A sucessão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, foi discutida nesta terça-feira (8/6) entre o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, e o presidente Jair Bolsonaro. O chefe do Executivo atravessou a Praça dos Três Poderes a convite de Fux. Segundo informação oficial do STF, Fux "pediu que, por cortesia, o presidente da República aguarde a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello, que será no início de julho, antes de indicar um novo nome para o cargo".

    Nos últimos dias, vinham crescendo os sinais de que Bolsonaro iria indicar rapidamente o substituto de Marco Aurélio antes de o ministro se aposentar — o que está marcado para o dia 5 de julho. Ele completará 75 anos, data limite para o encerramento de suas atividades no tribunal, no dia 12 do mesmo mês.

    Segundo a nota do STF, Fux e Bolsonaro, após falarem ao telefone, combinaram a visita; por isso, ela não foi incluída nas agendas oficiais. O encontro durou 20 minutos e ocorreu no gabinete da Presidência da Corte.

    Bolsonaro já emitiu sinais desencontrados sobre sua indicação para a vaga de Marco Aurélio. Já disse que nomearia alguém "terrivelmente evangélico" para o cargo, o que fez crescer a especulação sobre o nome do atual ministro da Advocacia-Geral da União, André Mendonça. Mas também fez movimentos em direção ao procurador-geral da República, Augusto Aras.

    A preocupação de Fux, por outro lado, também pode ser lida como uma ação para evitar o que ocorreu quando do anúncio da aposentadoria do ex-ministro Celso de Melo. Tão logo foi anunciada, Bolsonaro indicou o atual ministro Nunes Marques para o cargo, sem esperar o afastamento definitivo do ex-decano.

    OUTRAS NOTÍCIAS

    veja também